diariodefoz-logo-cabec wh

Centro Integrado de Operações de Fronteira fez mais de 19,1 mil atendimentos em 3 anos

Em 3 anos, ações do CIOF resultaram em 772 detenções de suspeitos da prática de crimes
WhatsApp
Facebook

O Centro Integrado de Operações de Fronteira (CIOF), em Foz do Iguaçu, completou 3 anos no último sábado (1º de junho) com números bastante expressivos no enfrentamento ao aos crimes nacional, transnacional e na proteção das fronteiras brasileiras.

Neste período, o órgão realizou mais de 19,1 mil atendimentos, dos quais 7,8 mil com indicativo criminal, mostra relatório divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

A atuação tem como base uma plataforma que permite a troca de informações, planejamento estratégico e coordenação entre as instituições de segurança pública, fiscalização e defesa.

O CiIOF conta com as ações do Centro de Comando e Controle, que atua com duas operações integradas (C2), na coordenação e na integração das ações de segurança pública, em todos os estados e no DF, e nas áreas de fronteira do Brasil.

O C2 fornece uma plataforma centralizada para a troca de informações, planejamento estratégico e coordenação entre diversos órgãos de segurança pública, fiscalização e defesa.

Leia também

Em números exatos, o C2 realizou 19.112 atendimentos a operadores de segurança pública, dos quais 7.820 apresentaram algum indicativo criminal nos sistemas pesquisados ou alguma suspeição sobre a pessoa ou veículo analisado.

Entre as ações listadas no relatório estão mandados de prisão ativos, alertas de furto e roubo, histórico criminal, flagrantes ou apreensões, informa a o MJSP.

Dos 823 mandados de prisão localizados nos sistemas e informados aos operadores de segurança pública que realizaram consultas ao C2, ou enviados às forças de segurança como “alertas”, 291 foram efetivamente cumpridos.

Centro Integrado de Operações de Fronteira fez mais de 19,1 mil atendimentos em 3 anos

Também foram registrados no período, 481 flagrantes decorrentes das consultas ao C2, totalizando 772 detenções efetivas entre 1º de junho de 2021 e 30 de abril de 2024.

Enfoc

O apoio no levantamento de dados solicitados pelos operadores de segurança pública ao Ciof/C2, no âmbito da Operação Enfoc, por exemplo, resultou em 743 consultas de pessoas e veículos, com 305 retornos de indicativo criminal e 67 resultados positivos dentre mandados de prisão em aberto, flagrantes, apreensões e alertas de furto e roubo. O acumulado no período de junho de 2021 a abril de 2024 foi de 129.308 atendimentos aos operadores, sendo 107.923 referentes a pessoas e 21.385 a veículos.

O CIOF/C2 conta com o trabalho de policiais designados pela coordenação-geral de Polícia Judiciária e Científica da Força Nacional de Segurança Pública. Participam integrantes da Força Nacional, Polícia Militar do Paraná, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, Polícia Civil de Rondônia, Guarda Municipal de Foz do Iguaçu, Departamento Penitenciário do Paraná, Agência Brasileira de Inteligência, Receita Federal e Itaipu Binacional.

Com informações do GDia

Mais notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *