diariodefoz-logo-cabec wh

Programa Itaipu Mais que Energia entrega primeiras obras de convênio com a Caixa Econômica Federal

Inauguração de uma nova pavimentação asfáltica foi feita em Rio Bonito do Iguaçu (PR), no sábado (8). No total, Itaipu vai destinar R$ 931,5 milhões a projetos dos municípios do Paraná e Mato Grosso do Sul.
WhatsApp
Facebook
Coletes em campanha: ajuda ao RS gera dúvidas em post de Ney Leprevost
Usina de Itaipu. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional.

A Itaipu Binacional entregou as primeiras obras financiadas pelo programa Itaipu Mais que Energia no convênio assinado com a Caixa Econômica Federal, em agosto do ano passado. A entrega da pavimentação asfáltica de uma estrada rural foi feita no sábado (8), na cidade de Rio Bonito do Iguaçu (PR).

Foi pavimentada uma área de quase 28 mil metros quadrados em um trecho da BR-158. Além do recapeamento, o convênio com o município prevê a aquisição de um biodigestor de pequeno porte, a recuperação de 20 nascentes e a instalação de sistemas fotovoltaicos. O valor total do convênio é de R$ 2.151.180, sendo R$ 1.936.062 da Binacional.

O diretor de Coordenação da Itaipu, Carlos Carboni, representou a empresa na solenidade de inauguração da obra. “Esta é a primeira de várias obras que serão possíveis graças ao Programa Itaipu Mais que Energia e, especialmente, por meio das parcerias com prefeituras, instituições e toda a sociedade”, afirmou.

Leia também

O programa Itaipu Mais que Energia é a maior iniciativa de apoio a projetos sociais, ambientais e de infraestrutura da história da empresa. Somente por meio do convênio com a Caixa, foram destinados R$ 931,5 milhões a projetos de 434 municípios, 399 do Paraná e 35 do Mato Grosso do Sul, beneficiando 11 milhões de pessoas em 200 mil quilômetros quadrados.

A Caixa é o órgão responsável pelo repasse dos investimentos às prefeituras e às instituições, tornando o processo mais simples e transparente. Cada município pôde cadastrar até três propostas em um dos quatro eixos de atuação: Manejo de Água e Solo; Saneamento Ambiental; Energia Renovável e Obras Sociais, Comunitárias e de Infraestrutura.

O limite foi de R$ 2 milhões, exceto no eixo Obras Sociais. Além do investimento da Itaipu, os projetos têm uma contrapartida da prefeitura, cuja porcentagem varia de acordo com a arrecadação do município.

Itaipu, PTI e DNIT assinam Carta de Interesse para Anel Viário de Cascavel
Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional

Foram recebidos, até 30 de setembro do ano passado, 2.405 projetos. Para definir os municípios contemplados, foram aplicados critérios técnicos previamente especificados nos editais. No total, 430 municípios tiveram propostas selecionadas.

Mais notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *